pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

26.10.16
|
Relatório do DOT digital group revela sete tendências do setor de Construção Civil
Fonte: Jornow - 25.10.2016
Brasil - O DOT digital group – grupo brasileiro especializado em soluções digitais de EdTech (Tecnologia para Educação) e MarTech (Marketing Technology) - elaborou um relatório sobre o cenário da Construção Civil no Brasil, de 2016 a 2018. Entre as conclusões, o documento aponta que esse setor passa por sete importantes e significativas transformações, que tendem a afetar a mão-de-obra, os negócios e os projetos do segmento.

“O relatório reforça a percepção de que o cenário econômico afetou de forma bastante negativa o setor de construção civil. No entanto, o atual cenário deve acelerar o processo de transformação desse mercado no Brasil, criando novas tendências e oportunidades para as empresas. Essa transformação afeta desde o perfil da mão de obra até os modelos de negócio e processos do setor”, pontua Danilo Garcia, Economista e Especialista no Setor da Construção Civil.

As sete tendências para o cenário de Construção Civil no Brasil identificadas pelo DOT incluem:

1. Capacitação online – a falta de qualificação no setor tende a aumentar a busca por soluções de Educação a Distância, voltadas à qualificação técnica dos profissionais, com custos reduzidos – em comparação à capacitação formal. Entre os benefícios do e-learning estão também a possibilidade de disponibilizar os cursos para pessoas em todo o país, sem a necessidade de deslocamentos e de acordo com a disponibilidade de horário do aluno.

2. Construções sustentáveis – a sustentabilidade tende a impactar cada vez mais o setor, exigindo que a cadeia da construção adote práticas sustentáveis nas diferentes fases dos projetos, que vão desde a idealização das construções, até a utilização de materiais ecológicos, passando pela gestão dos resíduos ao final das obras. Estima-se que um projeto de construção sustentável proporcione uma economia de até 50% no consumo de água e redução de 30% no custo de energia, entre outros benefícios para os usuários.

3. Uso de lean construction (construção enxuta) – esse modelo é baseado no princípio do Just in Time, no qual há a ideia de que nada deve ser encaminhado à produção, transporte ou ser comprado se não for o momento ideal. Basicamente, a lean construction é pautada nos seguintes tópicos: corte de processos que não agregam valor às obras, manutenção contínua do ritmo produtivo e realização eficiente do trabalho – unindo atividades complementares para que ocorram simultaneamente, desde que não prejudiquem outras etapas do projeto.

4. Disseminação das smart cities – a cadeia de Construção Civil tem um papel fundamental no conceito de cidades inteligentes, ao contribuir com três áreas: prédios e residências, com projetos de implementação de eficiência energética, uso de recursos naturais e automatização de serviços; mobilidade, com a construção de novos sistemas multimodais; e infraestrutura, já que esse novo conceito demanda sistemas mais eficientes de distribuição de energia, água, telecomunicações e tratamento de resíduos.

5. Oferta de serviços agregados – por conta do cenário de crise, a oferta de serviços agregados pode ser uma forma de aumentar receitas, principalmente nos médios e pequenos negócios. Entre as ofertas estão soluções que garantem satisfação e fidelização dos clientes, como entrega de itens sem custo, treinamento sobre determinado produto ou serviço, dicas de reformas, entre outros.

6. Redes colaborativas – as pequenas e médias empresas do setor de Construção Civil tendem a, cada vez mais, se organizarem em redes, com o intuito de aproveitar oportunidades da cooperação. Entre as ações, estão desde a compra e venda conjunta de itens – reduzindo custos graças à escala –, ações de marketing coletivas, capacitação e acesso ao crédito.

7. Participação de mulheres – o estudo mostra que, na última década, houve um crescimento significativo do número de profissionais do sexo feminino no mercado de Construção Civil e essa tendência deve manter-se nos próximos anos. A busca por esse perfil de mão-de-obra deve-se, principalmente, ao fato de as profissionais, no geral, serem mais comprometidas, cuidadosas e zelosas ao executarem as atividades.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas