pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

23.06.17
|
Falta de investimento em eficiência energética causa prejuízo de R$61,7 bilhões
Fonte: Dino - 21.06.2017
Brasil - Já pensou perder R$61,7 bilhões? De acordo com a Abesco (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia), esse é o valor estimado, em reais, da potencial economia de energia que seria gerada em três anos (2014-2016) caso o Brasil não estivesse tão atrasado em relação a políticas de eficiência energética tanto no consumo industrial quanto no residencial. São máquinas desatualizadas, lâmpadas de alto consumo e eletrodomésticos inadequados, as principais razões para que o país deixasse de economizar nos últimos três anos, 1,4 da produção da Usina de Itaipu em 2016, ou seja, o mesmo que deixar a hidrelétrica fora de funcionamento por mais de um ano. Impressionante, não é?

Sem todo o desperdício, seria possível evitar a utilização de termelétricas durante os períodos de baixas nos reservatórios das hidrelétricas e diminuiria a necessidade de investimentos em ampliação das redes, fatores influenciam no aumento do custo da produção de energia elétrica e afeta diretamente o bolso do consumidor. O potencial de economia de energia nos últimos três anos (143.647GWh) é o suficiente para abastecer por um mês a cidade de São José dos Campos que tem 533.000 habitantes; por seis meses cidades como Presidente Prudente, Mogi Mirim, Marília, Carapicuíba, Botucatu ou Bragança Paulista; e durante um ano inteiro, cidades como Águas de Lindóia ou Piracaia.

De acordo com especialistas, o País investiu muito em fontes de energia renováveis nos últimos anos. Porém não houve renovação nas plantas industriais, as empresas continuam a utilizar equipamentos antigos que demandam maior consumo de energia e até desperdiçam ela durante o processo. Em períodos de crise, como o que estamos vivendo, as empresas investem ainda menos na renovação de máquinas e produtos que propiciam maior eficiência energética . "A indústria não acompanhou a necessidade ambiental de reduzir o consumo de energia e investiu pouco nesta área, o que acaba exigindo mais energia para fazer o mesmo trabalho. O governo também precisa fomentar estes investimentos, criar programas de incentivos que encorajem empresários e gestores a modernizar suas empresas, além dos ganhos financeiros a longo prazo e sustentabilidade", explica a empresa Armstrong , especializada em Soluções para Redução e Economia de Energia.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas