pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

12.12.16
|
Pernambuco deve ter leilão de eficiência energética em 2017
Fonte: Folha de Pernambuco - 11.12.2016
Pernambuco - O Governo do Estado deve lançar um leilão de eficiência energética no primeiro semestre de 2017 para incentivar a economia de energia nos prédios pernambucanos. A ideia é que empresas públicas e privadas apresentem projetos que reduzam o próprio consumo e que as melhores propostas ganhem incentivos tributários e financeiros para serem executadas. Em contrapartida, o Estado vai ficar com parte da energia economizada.

Secretário-executivo de energia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Pedro Cavalcanti contou que o leilão está sendo desenvolvido com a Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco). “Estamos estabelecendo regras e critérios para que possamos realizar o primeiro leilão de eficiência energética do Brasil em nível estadual”, disse. O certame vai escolher os projetos de maior ganho energético.

As propostas devem ser executadas na estrutura física das próprias empresas, difundindo um uso mais racional da energia nesses prédios. Podem participar do leilão, portanto, projetos que melhoram o desempenho industrial ou comercial através da mudança de horário de uso das máquinas industriais ou da substituição de equipamentos com alto gasto energético por produtos mais sustentáveis, por exemplo.

“Os projetos que trouxerem os melhores benefícios vão receber nossa ajuda. Vamos oferecer incentivo tributário e vamos apresentá-los a agentes financeiros que possam fazer esse financiamento, como o Banco do Nordeste e a própria Agefepe (Agência de Fomento do Estado de Pernambuco)”, completou Cavalcanti, dizendo que, em troca, o Estado vai ficar com parte da energia que deixará de ser consumida com a execução dos projetos. “Vamos ficar com um percentual da energia evitada para comercializamos através da AD Diper”, contou o secretário, concluindo que, desta forma, haverá ganho tanto para a iniciativa privada quanto para a pública: de um lado, a empresa privada reduz o consumo energético e, do outro, o Estado ganha um percentual de energia.

Geração

Também para melhorar o gasto energético pernambucano, o Estado prepara para fevereiro e março um certame de geração distribuída. Aqui, a ideia é que parceiros privados instalem painéis fotovoltaicos para geração de energia em prédios públicos.

Parte dessa geração deve reduzir a conta desses prédios e o restante ficará com o parceiro privado. Segundo Cavalcanti, o Governo está definindo os estabelecimentos que vão entrar no programa e analisa áreas entre o Porto de Suape e Araripina. Esses locais de­vem ser definidos ainda neste mês para que o edital seja pu­blicado entre fevereiro e março de 2017.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas