pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

07.08.17
|
UniFAI conclui execução de projeto de Eficiência Energética do Câmpus II
Fonte: Siga Mais - 04.08.2017
O Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) concluiu na última semana a execução física do projeto de Eficiência Energética no Câmpus II, que prevê a substituição da iluminação por Lâmpadas de LED, além da instalação de sistema de geração de energia solar fotovoltaica (placas solares). O serviço contou com a visita do engenheiro Thiago Peres de Oliveira, responsável pelo Departamento de Eficiência Energética da concessionária de energia elétrica regional Energisa, ao câmpus.

Em setembro do ano passado a UniFAI foi contemplada com um montante de R$ 533.949,88, resultado de uma Chamada Pública de Projetos, com número 001/2016, aberta pela Energisa Sul-Sudeste para projetos de eficiência energética. A realização do projeto e a implantação das ações foram desenvolvidas pelas empresas 3E Engenharia e Dinâmica, em conjunto com o engenheiro elétrico adamantinense Marcelo Valente, da empresa Next Energy Geração Solar.

“A eficiência energética é fundamental para alcançar um mundo sustentável. Além dos benefícios ecológicos, ela traz ainda uma série de vantagens tecnológicas e econômicas. A UniFAI foi beneficiada através desse projeto com a troca de diversas lâmpadas comuns por LED nos câmpus, conquista iniciada pelo engenheiro elétrico Marcelo Valente”, declarou o diretor da Divisão Administrativa da UniFAI, Fabrício Lopes.

O desenvolvimento do projeto foi solicitado pela então Direção Geral das Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) no primeiro trimestre de 2016 buscando eficiência também na gestão dos recursos públicos, já que havia possibilidade de obtenção do mesmo por meio do Programa de Eficiência Energética [PEE] da concessionária de energia elétrica Energisa Sul-Sudeste, em atendimento à determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“O Programa de eficiência destina 0,4% da receita operacional líquida anual da concessionária no desenvolvimento de programas para o incremento da eficiência energética no uso final da energia, através de projetos executados em instalações de clientes e consumidores”, destacou Valente, que também é engenheiro de Segurança do Trabalho.

Na região de abrangência da distribuidora de energia elétrica foram aprovados seis projetos por meio da Chamada Pública, sendo quatro na cidade de Presidente Prudente, um em Presidente Epitácio e outro em Adamantina. Por ser tratar de uma Autarquia Municipal, a UniFAI não terá necessidade de devolver os recursos disponibilizados.

O projeto

O projeto de Eficiência Energética da UniFAI apresenta melhorias nos sistemas de iluminação, além da instalação de uma unidade de geração fotovoltaica de energia. A inclusão da geração solar de energia nesta ação de eficiência energética visa à disseminação de uma tecnologia altamente recorrente na atualidade, em um ambiente extremamente propício e capaz de fornecer grandes ganhos no que se refere à orientação e conscientização da sociedade envolvida, além de promover importante injeção de energia elétrica na rede a qual esta conectada.

O sistema de geração solar foi instalado sob o telhado do Bloco II com potência de 21,2 quilowatts-pico (kWp), composto de 80 módulos fotovoltaicos de silício monocristalino, distribuídos em uma área de 129 metros quadrados, com produção média de 31.723 quilowatts-hora (kWh) por ano. “O sistema de geração de energia solar ainda é pequeno em relação ao consumo da FAI, mas é uma alternativa de energia limpa e pode ser ampliado no futuro”, pontuou Marcelo Valente.

Outro benefício do sistema será a redução da emissão de poluentes atmosféricos, como o dióxido de carbono (CO2), em média 16,73 toneladas/ano, dióxido de enxofre (SO2) 22,23 kg/ano, óxido de nitrogênio (NOx) 27,99 kg/ano, sulfeto de hidrogênio (H2S) 0,97 Kg/ano e 7,30 toneladas equivalentes de petróleo (TEP) proporcionados pelo sistema.

Além do sistema de geração solar, o projeto de Eficiência Energética da UniFAI previu a inserção de tecnologia LED, substituindo as lâmpadas fluorescentes tubulares de 40W por lâmpadas de LED com potencia de 18W, a substituição das lâmpadas tubulares de 110W tipo HO por lâmpadas de LED com potencia de 40W, além da substituição da iluminação externa de descarga de 400W por lâmpadas LED de 160W.

A instalação de luminárias de LED tem o intuito de eliminar a utilização de reatores, sejam eles eletrônicos ou eletromagnéticos, visto que as lâmpadas de LED possuem um driver integrado, não havendo, assim, a necessidade do uso de acionadores externos para seu funcionamento.

Além da eliminação dos reatores, esta ação fomenta o benefício da redução nos custos operacionais de manutenção e troca dos equipamentos existentes, visto que as lâmpadas de LED possuem uma vida útil muito superior quando comparadas com as demais lâmpadas.

Os estudos realizados na UniFAI apresentam que a iluminação é responsável por 43,52% de todo o consumo de energia dos câmpus e estima-se que os resultados a serem obtidos pode chegar a 32% de economia mensais, considerando que foram substituídas pelo projeto mais de 1,5 mil pontos de iluminação internos e externos do Câmpus II com tecnologia LED sem nenhum ônus para a Instituição.

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas