pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

07.12.16
|
Consciência sustentável
Fonte: Cruzeiro do Sul Online - 07.12.2016
São Paulo - Garantir um futuro melhor para a atual e as próximas gerações, por meio da preservação dos recursos naturais, do patrimônio histórico e da responsabilidade social, é dever da sociedade como um todo e de cada cidadão em particular.

Os fenômenos naturais, intensificados gradativamente nas últimas décadas, bem como sucessivas tragédias, dão claros sinais das terríveis consequências da degradação ambiental e demonstram a urgência de se despertar para a necessidade de mudanças, sobretudo, de hábitos e de comportamento.

A sustentabilidade propõe a adoção de práticas ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente aceitas. Partindo desse conceito e ficando ainda no lugar comum, nunca é demais lembrar que atitudes simples podem resultar em significativas transformações na tentativa de evitar impactos ao meio ambiente e melhorar a qualidade de vida.

Em condomínios, os desafios são proporcionais aos benefícios que iniciativas de qualquer natureza podem oferecer. Casos mais emblemáticos envolvem edifícios comerciais, projetados e construídos de acordo com diretrizes sustentáveis, considerando aspectos como eficiência energética, economia de água, reaproveitamento de águas pluviais e águas cinzas, conforto e qualidade do ar interno, manutenção do paisagismo, coleta seletiva do lixo e dos resíduos.

Nos residenciais, a gestão sustentável, antes concentrada em medidas mais ligadas ao uso racional de água e energia, apresentou avanços nos últimos anos, começando na concepção do projeto e passando pela execução da obra, até chegar à fase de operação e gestão.

Noventa por cento das soluções podem e devem ser previstas no projeto. A adaptação, necessária para prédios já existentes, é sempre mais complicada e traumática para os moradores - mas possível, na maioria dos casos. Uma mudança simples pode fazer muita diferença.

Além do indispensável comprometimento do síndico, é preciso decidir o que se pretende fazer, definir etapas de implantação e envolver os condôminos. Para tornar um edifício mais eficiente, o síndico pode começar lançando mão de uma série de medidas, algumas simples e outras mais complexas. O sucesso depende da elaboração de um plano de trabalho, com a devida avaliação dos resultados. Quando se planeja, automaticamente já se traça um panorama das condições de sustentabilidade do condomínio.

Os passos seguintes são a criação de uma comissão de acompanhamento para apurar o que pode ser feito e sugerir alternativas, com posterior análise crítica para apontar meios eficientes de utilização de equipamentos, por exemplo.

Cinco pilares dão sustentação ao plano, segundo especialistas: insumos, que correspondem a energia e água; resíduos (coleta seletiva e destinação do lixo orgânico); melhoria construtiva, relacionada à adequação física de áreas comuns; qualidade de vida, que considera acessibilidade e ações no entorno do condomínio; e conhecimento, que engloba conscientização e comunicação.

São fundamentais campanhas de educação voltadas aos moradores e funcionários do condomínio, uma vez que a sustentabilidade tem forte componente cultural, aspecto indispensável no processo de mudança de comportamento.

Outra aliada importante nessa tarefa, a administradora pode contribuir por meio de um sistema de governança do empreendimento, com a adoção, junto ao síndico, de mecanismos transparentes de prestação de contas, tomada de decisões e de gestão participativa.

O monitoramento constante dos progressos vai permitir manter ou aperfeiçoar o desempenho do consumo e os resultados obtidos com as iniciativas previstas no planejamento. Com consciência e responsabilidade, todos podemos contribuir para a qualidade de vida e um futuro mais sustentável para o planeta.

* Flavio Amary é presidente do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP) e reitor da Universidade Secovi - famary@uol.com.br

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas