pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

08.05.17
|
Prédio sustentável gera economia de até 46%
Fonte: A Tarde - 06.05.2017
Brasil - Além do impacto positivo no meio ambiente, a utilização de sistemas de abastecimento sustentável de água e luz pode levar a uma economia de quase metade do custo operacional de um edifício. O impacto dessas medidas na gestão de um prédio, aliás, será um dos temas do Fórum de Sustentabilidade da Ademi, que acontece em 23 de maio, no Teatro Eva Herz, Livraria Cultura do Salvador Shopping.

Três anos depois de inaugurada, a atual sede do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon), com sistemas sustentáveis, a entidade viu o seu gasto anual com despesas operacionais cair de R$ 310 mil para R$ 142 mil, uma redução de 46%.

“A sustentabilidade não é só um marketing, traz resultados financeiros”, destaca o engenheiro civil Thales de Azevedo Filho, conselheiro do Sinduscon, cuja empresa doou ao sindicato patronal o projeto da nova sede.

Primeiro empreendimento comercial da Bahia a receber certificação do Processo Aqua (Alta Qualidade Ambiental), o prédio tem placas fotovoltaicas, que aquecem parte da água das torneiras e também geram energia, uma estrutura de captação de água da chuva e uma estação de tratamento para essa água, vidros que permitem a entrada de apenas 30% dos raios solares, o que diminui a necessidade de resfriamento artificial, e sensores de presença em praticamente todos os ambientes.

Mais investimentos

Responsável pela construção do Hangar Business Park, o primeiro empreendimento privado do Brasil a obter a certificação Selo Procel Edificações, a OR anunciou que pretende investir mais em sustentabilidade.

“Estamos estudando para os próximos projetos da OR em Salvador a viabilização financeira da geração de energia elétrica através de placas fotovoltaicas”, afirmou, por meio da assessoria de imprensa, Hassan Luedy, responsável pela construção e assistência técnica dos chamados superempreendimentos da Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR).

Entre as medidas que garantiram a certificação ao Hangar estão: coletor solar para aquecimento de água nas torres hoteleiras, reservatório para o reúso de água, coleta seletiva de lixo e a substituição do sistema convencional de obras estruturais pela técnica com lajes nervuradas com cubetas plásticas e escoramento metálico sem taipa. Segundo a empresa, esse último recurso reduziu em 80% o uso de madeira na obra.

Especialistas no tema

Para o Fórum de Sustentabilidade deste ano foram convidados um especialista em eficiência energética, o arquiteto e urbanista Antônio Macedo Filho, Osvaldo Soliano, que é doutor em política energética, o professor Orestes Gonçalves, que abordará o uso eficiente da água em edifícios, e o diretor técnico comercial da Sustentech Desenvolvimento Sustentável, Marcos Casado.

“Eu vou falar sobre uma metodologia para maior eficiência energética e hídrica em edificações”, afirmou Casado.

O presidente da Ademi, Cláudio Cunha, destaca que o fórum este ano está voltado para auxiliar os condomínios a reduzir custos. O evento vai apresentar tecnologias disponíveis para aprimorar a gestão de recursos nos prédios. À exceção das estações de tratamento de água, a maior parte dos equipamentos que serão mostrados no fórum pode ser instalada em prédios já existentes. “Vamos falar de reúso de água, mas também de biometria”, explica Cunha, ao mencionar um dispositivo para portarias que permite o acesso ao edifício mediante a identificação pelas digitais das pessoas registradas. “Isso vai dispensar a necessidade de porteiros ao longo das 24 horas, o que reduz a folha de pagamento. Você tem um funcionário na portaria, mas não o dia inteiro”, afirma o presidente da Ademi.

Sustentabilidade item por item

Placas fotovoltaicas - Além de permitirem aquecimento da água, em alguns casos até da piscina, geram energia para o edifício

Captação de água da chuva - Alguns sistemas permitem que as gotas que caem do céu sejam armazenadas para o uso na limpeza de áreas comuns e descarga

Estação de tratamento de água - Para que essa “água cinza” da chuva seja aproveitada, é preciso construir uma estação de tratamento, normalmente no subsolo

Vidros especiais - Com esse material nas janelas, a entrada de raios solares pode ser limitada a 30%, diminuindo o aquecimento da temperatura no interior do edifício e, consequentemente, a necessidade de uso do aparelho de ar-condicionado

Sensores de presença - O aparelho que desliga a luz nos corredores e banheiros quando não há movimento humano pode ser colocado em todos os espaços e ajudar a diminuir a conta de energia


Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas