pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

09.05.17
|
As 7 melhores ideias do MIT Labs para as cidades do futuro
Fonte: ArchDaily - 09.05.2017

Internacional - As cidades do futuro sempre fizeram parte da nossa imaginação. Da visão de Thomas F. Anderson de 1900 para uma futura Boston, passando pela Ville Radieuse de Le Corbusier de 1924, até cidades modernas "à prova de futuro" como Songdo, na Coreia do Sul, arquitetos e urbanistas sempre pensaram em como as cidades responderiam ao movimento de pessoas, capital, tecnologia e ideias.

Hoje, grupos como o Senseable City Laboratory do MIT foram criados com o objetivo de sugerir ideias para a cidade do amanhã. Através de uma técnica conhecida como "Futurecraft", o Senseable City Lab coloca designers em um possível cenário futuro e pede-lhes para gerar propostas de design que poderiam melhorar a vida cotidiana. Como veremos em seguida, algumas de suas ideias fariam narizes torcerem mesmo em uma galáxia bem distante.

HubCab

Imagine uma cidade onde um veículo autônomo, como aqueles que estão sendo desenvolvidos pela Google e Uber, vai deixá-lo em seu escritório às 9h, conduzir outros cidadãos para consultas médicas, conferências universitárias e reuniões de almoço, e retornar ao escritório às 17h para levá-lo para casa. A mobilidade compartilhada foi central para o experimento HubCab da Senseable City Lab de 2014. Ao longo de um ano, o Laboratório rastreou 150 milhões de deslocamentos de táxi pela cidade de Nova Iorque, a fim de identificar padrões de passageiros e desenvolver um sistema eficiente de compartilhamento de automóveis. O Laboratório estima que uma melhor tecnologia de compartilhamento de transportes poderia potencialmente reduzir o número de viagens de táxis em 40%, reduzindo assim o congestionamento e as emissões, além de poupar o tempo e o dinheiro das pessoas.

Se as cidades incorporassem o conceito de mobilidade compartilhada, quatro a cada cinco veículos particulares poderiam não circular mais pelas ruas das cidades, levando a tempos de viagem mais rápidos, menos ruído e a um ar mais limpo. Dado que o típico carro utilizado na cidade fica ocioso de 95% a 99% do tempo de um dia, os espaços ocupados por estacionamentos também estariam disponíveis para outros usos.

Com o sucesso de empresas de compartilhamento de carros como a ZipCar e a DriveNow, a cidade inteligente, limpa, eficiente e pacífica de mobilidade compartilhada pode estar mais próxima. Saiba mais sobre o HubCap, do MIT Senseable City Labaqui.

Roboat

Talvez carros autônomos já sejam notícia antiga. Portanto, o Senseable City Lab fez uma parceria com o Amsterdam Institute for Advanced Metropolitan Solutions para projetar a primeira frota mundial de barcos autônomos.

Muitas das maiores cidades do mundo foram construídas com rios e canais se configurando como sua força vital. O Senseable City Lab imagina um cenário futuro onde estas vias navegáveis seriam ativadas com 'barcos-robô' transportando bens e pessoas, criando pontes que se constroem sozinhas e constituem intervenções rápidas, como palcos para concertos.

Além disso, esses barcos podem monitorar a água da cidade criando fluxos literais de informações sobre a saúde urbana e humana.

Saiba mais sobre o Roboats, do MIT Senseable City Labaqui.

Trash Track

Com o rápido desenvolvimento da micro-computação em mente, o Senseable City Lab imaginou um futuro em que a microtecnologia fosse tão pequena e barata que todo objeto pudesse ser geo-rastreado.

Em uma experiência de 2009 chamada Trash Track, o Laboratório recrutou centenas de voluntários para colocar geolocalizadores em lixeiras de Seattle. O experimento revelou uma cadeia de descarte cronicamente complexa que atravessa os Estados Unidos, levando posteriormente a grandes melhorias por parte dos responsáveis pelo gerenciamento de resíduos.

Uma cidade do futuro, com gestão inteligente de resíduos, poderia promover a mudança de comportamento entre os cidadãos, otimizar e gerenciar as cadeias de descarte e, num nível internacional, poderia combater as exportações ilegais de resíduos eletrônicos e perigosos cujo valor chega a 3,75 bilhões de dólares. Saiba mais sobre Trash Track, do MIT Senseable City Labaqui.

Local Warming

Todas as noites, energia é desperdiçada no aquecimento de ambientes internos vazios e na iluminação de ruas vazias. Muitas vezes, nosso ambiente é otimizado para o potencial de habitação, estando em uso ou não. Portanto, considere um futuro no qual uma "nuvem de energia" siga cada cidadão. O Senseable City Lab propõe uma cidade do futuro na qual "elementos que respondam ao aquecimento infravermelho" e conectados por wifi estarão em todo ambiente e serão ativados e desativados por detectores de movimento, integrando conforto térmico e eficiência energética.

A ideia foi apresentada pelo Laboratório Senseable City na Bienal de Veneza de 2014, sob o título Local Warming. Saiba mais sobre o Local Warming, do MIT Senseable City Labaqui.

Treepedia

A cobertura verde das árvores desempenha um papel importante na vida urbana, ajudando a mitigar altas temperaturas, proporcionando uma pausa natural de tráfego, ruído e congestionamento e melhorando a qualidade do nosso ambiente urbano. Apesar disso, o cidadão comum muitas vezes não está integrado a um ambiente natural, assim não compreendendo ou participando de seu desenvolvimento.

Em resposta, o Senseable City Lab desenvolveu uma métrica inovadora chamada 'Green View Index', que utiliza os panoramas do Google Street View para avaliar e comparar a cobertura verde nas principais cidades. Através deste monitoramento, cidadãos e planejadores podem ver quais áreas em sua cidade são ou não verdes, comparar sua cobertura verde com outras cidades e desempenhar um papel mais ativo no aprimoramento de seu ambiente local.

A Treepedia continuará se expandindo para mais municípios em todo o mundo. No futuro, os usuários serão capazes de adicionar informações únicas sobre as árvores em um mapa open-source de rua e se envolver com o poder público para defender a plantação delas em áreas específicas. Saiba mais sobre o Treepedia, do MIT Senseable City Labaqui.

Light Traffic

O Senseable City Lab, em colaboração com o Instituto Suíço de Tecnologia (ETHZ) e o Conselho Nacional Italiano de Pesquisa (CNR), desenvolveu cruzamentosque poderiam substituir os semáforos tradicionais, reduzindo significativamente as filas e os atrasos. No conceito conhecido como Light Traffic, veículos com sensores passam nos cruzamentos se comunicando e permanecendo a uma distância segura uns dos outros, ao invés de correr e parar nos semáforos.

Em áreas urbanas densas, o sistema pode ser adaptado para integrar a passagem de pedestres e bicicletas com o tráfego de veículos.

Saiba mais sobre Light Traffic, do MIT Senseable City Labaqui.

Boston 3-1-1

Tal como os computadores, as cidades só serão tão inteligentes quanto as pessoas que as utilizam. A cidade do amanhã será, sem dúvida, uma convergência de bits e átomos, na qual o virtual e o físico estarão entrelaçados. Os WikiCidadãos estarão conectados à sua cidade e uns aos outros, em tempo real.

A medida que as tecnologias virtuais e sociais se desenvolvem, aparecem aplicativos e ferramentas que permitem aos cidadãos desempenhar um papel ativo na manutenção da sua cidade. O Senseable City Lab desenvolveu o aplicativo Boston 3-1-1, fornecendo aos cidadãos de Boston uma plataforma para relatar questões sociais e de infraestruturas como buracos, grafites e lixo. A medida que as plataformas digitais são integradas ao ambiente urbano, os cidadãos podem projetar, operar e contribuir com a melhoria das cidades do futuro.

Saiba mais sobre Boston 3-1-1, do MIT Senseable City Labaqui.


Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas