pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

24.10.16
|
Calcule o consumo de suas lâmpadas
Fonte: Bem Paraná - 23.10.2016

Paraná - Com o início do horário de verão, na semana passada, o tema da economia de energia volta à tona. Seu propósito é usar o maior número de horas de iluminação natural no período do ano em que os dias são mais longos. Mas as pessoas podem estimular esta economia com mudanças nos hábitos e a adoção de produtos que consomem menos energia.

No quesito iluminação, muito se diz sobre a vantagem que a adoção da lâmpada de LED tem em relação às tecnologias tradicionais. Para que o consumidor consiga entender como esta economia funciona na prática, é necessário desfazer alguns conceitos equivocados.

“O consumidor acostumou-se a comprar lâmpadas olhando somente o Watt e acha que ele é sinônimo do quanto ela ilumina. Isto não é verdade”, avalia o diretor comercial da Celena, Ricardo Cricci. A Potência (W) é quanto a lâmpada consome de energia, por isso quanto menor este número mais econômico é o LED. Já o fluxo luminoso (lumens) é que representa a capacidade de iluminação do LED.

Para saber o quanto uma tecnologia é mais econômica em relação à outra, o executivo ensina uma continha básica. “Multiplique a potência da lâmpada pelo tempo de utilização médio por dia, dado em horas. Pegue este número e multiplique por 30, que é a quantidade de dias do mês, aí multiplique pelo custo da energia em sua região e, por fim, pelo número de lâmpadas que tem em sua residência. Divida o total por mil e terá a média de gasto mensal de energia com iluminação”, diz Cricci.

A Celena é uma gestora de tecnologia e produtos voltados a projetos de iluminação que tenham como foco a eficiência energética. A marca é filiada ao Green Building Council, entidade que tem como objetivo a construção sustentável e entre outras atividades a certificação LEED para edifícios eficientes.

TECNOLOGIA DEFINE O GASTO

Com base nesta fórmula é possível simular o quanto uma residência consome com energia, dependendo do tipo de tecnologia que utiliza para iluminar. Segundo Cricci, “se compararmos a incandescente, com a lâmpada eletrônica e o LED, veremos que a economia pode chegar a 83%”.

Estimando um tempo de uso de cinco horas por dia e o custo da energia a R$ 0,45 kWh, o consumo mensal da incandescente de 60W é de R$ 20,25 por mês. Neste mesmo período, a fluorescente de 15W gasta R$ 5,06 e a LED de 10W consome R$ 3,38.

Esta economia é potencializada se for levada em consideração a durabilidade do produto. “O LED tem uma vida útil estimada de 13,7 anos, em cujo período seria necessário efetuar 4,2 trocas de lâmpada eletrônica, uma vez que ela dura apenas três anos”, completa Cricci , o que por si só já compensa o investimento no LED - apesar de mais caro.

COMO CALCULAR O CONSUMO DE ENERGIA COM ILUMINAÇÃO

Potência da Lâmpada (W) X Tempo de utilização diário (horas) X Período de utilização no mês (em dias) X Preço da energia (kWh) X Número de Lâmpadas instaladas ÷ 1000

Esta notícia não é de autoria do Procel Info, sendo assim, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original, exceto no caso de notícias que tenham necessidade de transcrição ou tradução, visto que se trata de uma versão resumida pelo Procel Info. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas