pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

19.10.16
|
Economia gerada no edifício sede da Polícia Federal em Brasília aponta os benefícios do retrofit
Fonte: Procel Info - 19.10.2016
Distrito Federal - Liberação de 828m2 de área útil representando uma economia de R$ 52.084 mil/mês caso este espaço fosse alugado, ou de R$ 10,1 milhões no caso de compra de escritório desta dimensão; economia acima de dois mil litros diários no consumo de água; redução do consumo energético do edifício em 20% e funcionamento ininterrupto nas 24 horas - antes o sistema de ar condicionado funcionava das 7h às 17h30. Estes foram os principais benefícios do retrofit realizado no Edifício Sede da Polícia Federal em Brasília, com a troca dos sistemas de ar-condicionado.

Com 22.120m2, o sistema antigo do edifício contava com caixas de expansão que ocupavam uma área considerável do edifício. Com a substituição por sistemas novos, com fancoletes, houve um aumento da área útil de trabalho de 828m2.

De acordo com o engenheiro Ricardo Gibrail, sócio-diretor da Air System, empresa responsável pelo projeto de retrofit, o retorno do investimento feito no retrofit, com os ganhos em área útil e economia de água e energia, é obtido num prazo de oito anos considerando os valores de locação.

"Se considerarmos a quantidade de edifícios antigos no Brasil, e os benefícios de se realizar o retrofit, a economia gerada é bastante substancial, além dos ganhos com questão do conforto em ambientes internos para seus ocupantes", argumenta Gibrail.

Inaugurado em julho de 1977, o edifício sede da Polícia Federal tem uma área útil de 22.120m2 e conta com 15 andares, 10 de escritórios, uma sobreloja, térreo e três subsolos.

Climatização e eficiência energética em edifícios comerciais

Na maioria dos edifícios comerciais antigos - caso do edifício sede da Polícia Federal - o sistema de climatização é feito a partir de centrais de ar condicionado, e estas propiciam desconforto aos ocupantes em função da divergência em selecionar a temperatura mais agradável.

Os equipamentos novos, instalados a partir de um projeto de retrofit em edifícios já existentes, contam com sistemas de automação cuja regulamentação orienta para uma temperatura entre 20° e 23°C, velocidade do ar não superior a 0,75m/s e umidade relativa do ar não inferior a 40%.

Estudos do Procel constatam que, em edifícios públicos, os sistemas de ar condicionado correspondem a 48% do consumo energético, iluminação 23%, equipamentos de escritório 15%, cargas, bombas e elevadores 14%.

Ainda segundo o Procel, os retrofits proporcionam uma redução de até 30% neste consumo.

Como o consumo de energia elétrica nas edificações correspondem a cerca de 51% do consumo total do país, o Procel Edifica tem o propósito de reduzir este consumo em 50% nas edificações novas e já construídas.

* Com assessoria
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas