pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

12.12.16
|
Fernando de Noronha se torna o primeiro lugar do Nordeste a contar com redes elétricas inteligentes
Fonte: Procel Info - 12.12.2016
Pernambuco - Além de linda, inteligente. A Ilha de Fernando de Noronha se tornou o primeiro local do Nordeste a contar com Redes Elétricas Inteligentes (REIs). A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), por meio de Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), concluiu a instalação de um sistema que reúne as principais inovações tecnológicas nas áreas de medição, telecomunicações, tecnologia da informação e automação. Na prática, a nova rede permite ao cliente um maior controle do consumo de energia e à empresa acessar o sistema à distância, identificando e solucionando processos operacionais no arquipélago. No total, o projeto recebeu investimentos da ordem de R$ 18 milhões, durante os cinco anos de implantação.

A Celpe instalou nos imóveis e na rede da ilha modernos equipamentos que possibilitam a coleta de dados para avaliações. A análise das informações permite adequações que resultam na redução de perdas, ganhos de qualidade da energia, eficiência energética, tarifas diferenciadas, impacto ambiental e segurança. A tecnologia viabiliza o gerenciamento do fornecimento de energia pela distribuidora e pelo próprio consumidor. Além disso, é possível a integração com outras fontes renováveis de energia.

Por meio de um sistema de medição avançada composto por 816 medidores de energia bidirecionais (capaz de medir a entrada e saída de energia), com inteligência computacional embarcada, é possível coletar dados remotamente, assim como enviar informações. Os equipamentos foram instalados nos imóveis de Fernando de Noronha.

Com a inovação, os clientes da ilha também passarão a ter acesso ao Portal do Consumidor. Pela internet, os usuários poderão acompanhar, planejar e controlar o consumo de energia elétrica pela demanda contratada. Através do portal, o cliente terá a oportunidade de estabelecer uma meta de consumo mensal, verificar a evolução diária do que está sendo consumido, além de receber mensagens de alerta, caso esteja próximo de ultrapassar a meta estabelecida.

O Projeto REI também implantou um avançado sistema de telecomunicação na ilha, com tecnologias de fibra ótica, radio frequência, com equipamentos projetados especialmente para uma administração precisa das redes elétricas. A modernização também apresentou uma significativa evolução na automação do sistema. A rede automatizada possibilita operacionalizar o sistema à distância e obter informações sobre ocorrências no fornecimento. A tecnologia permite a realização de manobras automáticas e propõe soluções de reconfiguração para isolar a causa e restabelecer o abastecimento em menor tempo.

No contexto ambiental, o projeto estimula o uso de microgeração distribuída contribuindo com diversificação da matriz energética do arquipélago. Nove sistemas de captação de energia solar foram implantados em Fernando de Noronha em unidades residenciais, comercial, órgãos do poder público e organizações não governamentais, sendo um deles com baterias para o armazenamento de energia. A partir desse piloto, a Celpe incentiva os consumidores da ilha a gerar sua própria energia e a realizar o consumo mais eficiente, contribuindo com a sustentabilidade, por meio do uso de energias renováveis.

O incentivo à ampliação de fontes renováveis de energia em Fernando de Noronha se soma às duas usinas solares instaladas pela Celpe no arquipélago. Por meio do Programa de Eficiência Energética, regulado pela Aneel, a empresa inaugurou, nos anos de 2014 e 2015, duas usinas de geração solar fotovoltaica na ilha. Situadas no Comando da Aeronáutica e na placa de captação de água pluvial da Compesa, as Usinas Noronha I e II têm potência instalada de aproximadamente 1 MWp (megawatt-pico), o que resulta na geração estimada de 100 MWh/mês, cerca de 10% do consumo da ilha.

Nessa mesma linha, o projeto REI incorporou uma alternativa para reduzir a utilização de combustíveis fosseis no trânsito de veículos de Fernando de Noronha, explorando fontes renováveis de energia. Foi inserido à frota da ilha um carro elétrico que está sendo utilizado como laboratório tecnológico e como meio para estimular o uso desse veículo aos habitantes e visitantes do arquipélago. Para viabilizar a utilização do automóvel, um posto de abastecimento fotovoltaico foi construído. A energia gerada pelos painéis solares do ecoposto é acumulada em baterias tornando possível o abastecimento mesmo em horários que não haja luz do sol.

Além da Celpe, o desenvolvimento do projeto conta com profissionais da Universidade de Pernambuco (UPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) e das secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação, de Meio Ambiente e Sustentabilidade e de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado.

Simultaneamente, a concessionária investiu no desenvolvimento de um sistema de controle para gerenciamento de diversas fontes de geração de energia alternativa no arquipélago. A intenção é estudar a viabilidade técnica de maximizar a utilizada de fontes renováveis que poderão ser implantadas em Fernando de Noronha.

* Com informações da Celpe
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas