pixel
 
pixel
pixel
cadastro | dúvidas | fale conosco | links | mapa do site  
pixel
pixel
Busca:
pixel
pixel
pixel
pixel

Áreas Temáticas

Resultados do Procel

Selo Procel Edificações

Pesquisa de Posse e Hábitos

Potencial de EE para Indústria

Eficiência nas escolas

Aquecimento solar de água

Dicas
  Você está em: Procel Info »  Notícias e Reportagens »  Notícias
Notícias
voltar

03.08.17
|
Saídas para o consumo consciente
Fonte: Procel Info - 02.08.2017
Se todos os proprietários de automóveis do Distrito Federal leAvassem os veículos hoje, a quantidade de água gasta poderia abastecer, durante um mês, uma cidade com mais de 50 mil habitantes. A frota na capital é de 1.205.537. Em lava a jatos tradicionais, usam-se, em média, 200 litros de água para a limpeza de cada carro. O gasto é tão grande que supera até mesmo o consumo diário de um morador da cidade, de aproximadamente 150 litros, segundo a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). A contribuição do setor de transportes para a economia de água em meio à crise hídrica é tema da primeira da série de reportagens O caminho sustentável da água, que mostrará as alternativas para o consumo consciente.

O Governo do Distrito Federal (GDF) não dispõe de um levantamento do número de lava a jatos instalados em Brasília. A reportagem entrou em contato com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), com a Secretaria das Cidades e com as administrações regionais, mas não conseguiu retorno sobre o número de negócios ativos no DF.

Além da falta de acompanhamento da atividade, é dispensado o licenciamento ambiental específico a lava a jatos. Eles obedecem a algumas restrições e condicionantes, como a correta destinação dos resíduos sólidos e a instalação de caixa separadora de água e de óleo. Não há, no entanto, segundo o Ibram, legislação que obrigue a emissão de licença. A norma existente abrange somente o licenciamento de postos de combustíveis, processo em que entram as regras pertinentes ao lava a jato. A penalidade ocorre quando há desperdício na lavagem (leia em "Para saber mais"). O estabelecimento pode sofrer advertência e interdição.

"Não podemos desligar radicalmente esses pontos. No entanto, precisamos ampliar o questionamento para os consumidores, revendedoras de veículos e até para o próprio governo', afirma o professor da Universidade de Brasília (UnB) Daniel Sant'Ana, coordenador do grupo de pesquisa Água e Ambiente Construído. Com a conscientização de todos os agentes envolvidos, o professor destaca que é possível começar a promover uma mudança que leve à redução do consumo. Ele explica que até mesmo as lavadoras que utilizam o sistema de alta pressão gastam, em média, de 5 a 10 litros de água por minuto, o que corresponde a um gasto de 150 litros na lavagem de um veículo de pequeno porte - volume que pode dobrar na limpeza de uma caminhonete, por exemplo.

Na avaliação do especialista, o ideal seria o DF procurar Fontes alternativas. 'Podemos realizar a captação da água da chuva ou reaproveitar a água que foi utilizada na limpeza de um veículo, por exemplo. Não é um ciclo 100% fechado, sempre haverá um gasto. Porém, essas alternativas já reduziriam os impactos nos recursos hídricos', constata. O professor garante que o investimento consegue se pagar a curto ou médio prazo. 'Tudo depende da complexidade do sistema. Um morador demoraria muito mais para ter um retorno do que uma empresa de transporte', exemplifica.

Para saber mais
Regras para o uso racional


Em outubro de 2016, em razão da crise hídrica, a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) publicou uma resolução que recomenda medidas de uso racional da água aos estabelecimentos de lava a jato e postos de combustíveis. Os empreendimentos devem cumprir: restrição da lavagem de para-brisas e irrigação paisagística; utilizar lavadoras de baixa vazão; instalar sistemas e equipamentos exclusivos para captação, tratamento e armazenamento da água, visando o reúso em atividades que admitam o uso do líquido não potável. A decisão vigora pelo tempo necessário, até a garantia da manutenção de patamares de segurança hídrica do DF.

*Com informações de Correio Braziliense
  
Veja aqui a lista completa
Imagem para contabilização de acessos a páginas
Envie a um amigo
Imprimir
pixel
Imagem para contabilização de acessos a páginas